sábado, 8 de novembro de 2008

Santana Lopes

O menino que nunca crescerá.



Quando era presidente da Câmara tinha dois carros e dois motoristas ao seu serviço; um para estacionar no edíficio para mostrar que já "estava em reunião"de manhã e o outro que ficava na residência oficial em Monsanto à espera que o senhor decidisse "ir trabalhar", e que o deixava nas traseiras às horas a que ele realmente chegava.


Um chapeleiro louco da política com um DESCARAMENTO que só visto...Espero que seja derrotado nas próximas eleições à Câmara de Lisboa. Já chega!

1 comentário:

aqui disse...

Temos que adornar o nosso comportamento, da forma mais dura possível, é preciso erradicar de vez as ervas daninhas, para que possa-mos ter um jardim digno de se ver, andamos a correr à precisamente à 30 e poucos anos, sob conceitos pseudo-revolucionários e nem assim conseguimos, vislumbrar o horizonte! Gente desta não interressa...

Alfredo Quintas
http://politicanosforanada.wordpress.com